5 dicas para corretores de imóveis iniciantes_r1_c1

5 dicas para corretores de imóveis iniciantes

Listamos 5 dicas para corretores de imóveis iniciantes que desejam melhorar as vendas e trabalhar de forma mais eficiente.


1. Estude sempre

Em primeiro lugar todo corretor de imóveis precisa ter CRECI, e para obtê-lo precisa cursar ao menos o curso de Técnico em Transações Imobiliárias.

Obtenha conhecimentos específicos sobre direitos e legislações, operações imobiliárias, matemática financeira, marketing imobiliário, economia e mercado, organizações e técnicas comerciais, desenho arquitetônico, noções de construção civil, noções de psicologia, relações humanas e ética profissional.

No entanto, como o mercado imobiliário é muito dinâmico e o conhecimento adquirido inicialmente fica rapidamente ultrapassado, e a atualização dos conhecimentos, a famosa reciclagem, será necessária de forma contínua durante o exercício da profissão.

Quem está com o dever de casa em dia, consegue antecipar as tendências do mercado e fazer a aposta certa. Isso pode significar sucesso ou fracasso.

Uma forma de adquirir novos conhecimentos é frequentando palestras, eventos, seminários, encontros de corretores, feiras e salões imobiliários.

Desta forma, não pense que estudar é um tempo perdido e chato, e sim como um investimento para enfrentar melhor os desafios da profissão.

 

2. Invista no marketing pessoal

O corretor de imóveis deve transmitir seriedade, competência e confiança e por isso deve estar vestido de forma adequada para atender os clientes.

Utilizar roupa social aumenta suas chances de causar uma boa impressão, estudos indicam que roupa social transmite algumas qualidades de forma inconsciente. A primeira impressão é a que fica, e isso pode gerar uma empatia que gera preferência e facilita na negociação.

Invista também na imagem do seu local de trabalho se for receber clientes, e do veículo quando for transportar um cliente até o imóvel. Estes não precisam ser caros, mas precisam estar limpos e bem organizados.

Tenha sempre em mãos um cartão de visitas bem elaborado com número do telefone, e-mail e endereço do site para entregar aos seus clientes.

Causar uma má impressão é mais fácil do que causar uma boa, portanto, de nada adianta tudo isso se o cliente não for tratado com educação e bom humor.

 

3. Utilize a Internet e redes sociais de forma ativa

Hoje possuímos uma ferramenta poderosa tanto para divulgar os imóveis quanto para manter uma rede de contatos profissional de forma rápida e eficiente: a Internet.

E isso já não é mais um diferencial. Segundo pesquisa encomendada pelo Google, 88% das pessoas com acesso à rede procuram por imóveis na internet, sendo este o meio inicial de pesquisa e comparação de imóveis.

Antes de consultar o corretor de imóveis, o consumidor busca através do computador, ou mesmo do celular, informações do imóvel, como o preço, localização, área, quantidade de dormitórios, banheiros e vagas de garagem, financiamento, e diversas outras informações úteis à tomada de decisão. O comprador já chega ao corretor sabendo o que quer, melhor preparado para efetivar o negócio.

Desta forma, é essencial que sua presença esteja marcada na Internet e, através do Facebook, é possível manter uma rede de contatos profissional com outros corretores e com clientes, além de ser um lugar para divulgar imóveis e criar parcerias. Tudo isso de forma gratuita, ou seja, não há mais desculpas para não utilizar a Internet em seus negócios.

Transmita mais profissionalismo com um e-mail com endereço próprio (contato@seudomínio.com.br ao invés de nome@hotmail.com, nome@yahoo.com.br, etc) e um site onde todos os seus imóveis possam ser visualizados de forma fácil e organizada, pois site hoje em dia, não é mais uma ferramenta de inovação, é sim uma ferramenta básica!

Se você não possui tempo para aprender todos detalhes do mundo da internet para criar um site campeão de vendas, conte conosco, somos especialistas em Internet e marketing digital imobiliário há mais de 17 anos.

A Microsistec Tecnologia Imobiliária desenvolve sites e sistemas imobiliários, onde você faz o cadastro do imóvel e consegue enviá-lo para o seu site e mais 40 portais imobiliários como por exemplo: Vivareal, WebCasas, Imobox, Trovit, Divendo, Nuroa, Fisgo, Mercado Livre, Imovelweb e muito mais.

 

4. Identifique a concorrência e faça parcerias, seja profissional e ético.

De acordo com o artigo 723 do código Civil: “O Corretor é obrigado a executar a mediação com a diligência e prudência que o negócio requer, prestando ao cliente, espontaneamente, todas as informações sobre o andamento dos negócios; deve ainda, sob pena de responder por perdas e danos, prestar ao cliente todos os esclarecimentos que estiverem ao seu alcance, acerca da segurança ou risco do negócio, das alterações de valores e do mais que possa influir nos resultados da incumbência”.

Em outras palavras, não vale a pena empurrar um negócio para o cliente, se não for vantajoso para ele, ou omitindo informações, já que o corretor pode sofrer as duras penas da lei e arcar com um enorme prejuízo tanto financeiramente quanto penalmente, ou seja, o que parece vantajoso inicialmente pode se tornar uma dor de cabeça.

É preciso ter em mente que cada cliente conquistado é fruto de muito trabalho, de fidelização, de estratégia de vendas e de marketing, um investimento de tempo e dinheiro, e ao passar “por cima” de outro corretor, todo este trabalho será perdido. E com certeza este acontecimento será guardado na memória dele e de muitos outros. Com esta imagem negativa, será muito difícil conseguir sucesso nesta carreira.

Ao invés disso, faça parcerias! O corretor é considerado um profissional autônomo, por isso, a rede de contatos, o network, é essencial para obter bons resultados, tanto para divulgar, indicar, aprender novas técnicas, quanto para atingir o objetivo final da negociação.

Desta forma, a corretagem será dividida entre os corretores envolvidos, porém, é melhor ganhar uma parte da corretagem do que nada, ou ganhar tudo uma vez só e fechar a porta para muitas outras oportunidades. Tenha isso em mente.

 

5. Entenda seu cliente

Chegada a hora do atendimento, aprenda a escutar e entender o cliente. Muitas vezes os corretores de imóveis iniciantes querem falar muito e acabam perdendo as dicas que o próprio cliente oferece em como quer ser atendido e o que quer comprar. As pessoas não gostam que vendam algo para elas, mas adoram comprar.

Fique atento a todo tipo de informação obtida para oferecer a melhor opção. Os clientes não querem perder tempo e não possuem paciência para analisar opções que não lhe interessam.

Portanto, a dica é escutar mais e falar menos. Faça perguntas objetivas e essenciais para saber exatamente o que o cliente procura, além de saber do orçamento que dispõe. Não tenha medo de perguntar, faz parte do seu trabalho.

Além disso, tenha paciência, pois a compra de um imóvel não é uma decisão tomada da noite para o dia e pode durar algum tempo, já que pode envolver várias pessoas (esposa, esposo, filhos, etc) e pode depender da aprovação de um financiamento.

 

O que você achou? Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *