Mercado imobiliário e a crise econômica como sua imobiliária po_r1_c1

Mercado imobiliário e a crise econômica: como sua imobiliária pode se destacar

Quando pensamos em indicadores econômicos de uma crise, falamos sempre em inflação, desemprego e queda do PIB. Mas o mercado imobiliário é um dos que mais sofre em períodos de crise, seja porque está mais sujeito às retrações financeiras, seja porque seus investimentos são a longo prazo, com rendimentos a médio e longo prazo.

Assim, temos investidores, proprietários e locatários conservadores, com medo de investir em cenários de incerteza econômica. Lidar com as dificuldades de uma crise como esta não é tarefa fácil, por isso os corretores que trabalham no mercado imobiliário devem estar atentos a algumas dicas sobre como continuarem bem-sucedidos neste momento.

Como contornar esse cenário? Qual é a solução para movimentar a compra, a venda e o aluguel de imóveis? Quer mais informações? Confira as nossas dicas de hoje!

1. Ofereça o melhor atendimento aos seus clientes

Independentemente de ser um período de crise econômica ou não, é imprescindível oferecer o melhor atendimento aos seus consumidores. Isso pode ser justamente o diferencial da sua imobiliária na escolha de um cliente que queira vender, comprar ou alugar um imóvel.

Um atendimento de qualidade perpassa diversos aspectos do cotidiano de uma imobiliária: resposta rápida e educada a e-mails e a ligações, prestatividade na realização de visitas a imóveis e agilidade na realização de diligências em cartório. Todos esses aspectos garantem que você mantenha seus clientes, até mesmo nos tempos mais difíceis.

2. Corretores devem prestar atenção especial a detalhes contratuais

Erros na elaboração de contratos são extremamente prejudiciais ao seu negócio em períodos de crise, seja ele de compra e venda, seja ele de aluguel. Imagine um contrato de aluguel sem a previsão de correção segundo o IGP-M ou outro índice que reflita as altas taxas de inflação atuais!

Imagine um contrato de compra e venda sem a previsão de taxa de corretagem. Ou seja, é preciso prestar especial atenção a essas e a outras informações presentes em contratos para evitar judiciarizações, perda de rendimentos e de outras oportunidades de negócios no futuro.

3. Conheça bem o mercado imobiliário

Bons corretores conseguem se destacar até mesmo em momentos de crise. Isso, porque eles conhecem bem o mercado imobiliário e sabem enxergar boas oportunidades de negócios até mesmo em momentos de crise. Por exemplo, por mais que o índice de compra de imóveis diminua nesses períodos, várias pessoas acabam optando pela realização de contratos de aluguel, em uma perspectiva de curto e médio prazo. Por que então não expandir sua rede de imóveis para aluguel e de clientes locatários?

4. Priorize imóveis em regiões estratégicas

Mesmo em períodos de crise, o mercado imobiliário ainda apresenta regiões mais aquecidas, com maiores índices de transação de compra, venda e aluguel de imóveis. Quais são essas regiões em sua cidade? Sua imobiliária tem forte presença nelas? Invista na realização de parcerias, de contratos, de cadastro de clientes nessas regiões e cresça, até mesmo em momentos de crise!

5. Trabalhe com corretores bem treinados

Profissionais capacitados são essenciais para que sua corretora sobreviva em momentos de crise econômica. Nesse contexto, qualquer deslize com clientes pode ser fatal para a perda de negócios. Por essa razão, foque no treino de seus corretores, aprimorando o serviço prestado à sua cartela de clientes.

6. Tenha foco na prospecção de novos clientes

Crise econômica não é, necessariamente, sinônimo de poucos negócios no mercado imobiliário. Quem corre atrás de novos clientes consegue encontrar proprietários dispostos a reduzir seus preços, a fechar vendas mais rapidamente e até mesmo a investir no momento de crise.

Muitos consideram este o momento ideal para realizar investimentos, já que os preços estão mais baixos e a oferta de imóveis é alta. Procure essas pessoas acionando os seus contatos!

7. Firme novas parcerias

Por sofrer bastante com a crise, o mercado imobiliário necessita de estratégias sofisticadas de sobrevivência. Entre elas, está a cooperação entre imobiliárias para a conclusão de novos negócios.

Por mais que o rendimento dessas associações seja dividido entre corretores (compra, venda e aluguel), esse ônus vale a pena em um contexto de crise. Procure firmar parcerias estratégicas com imobiliárias em regiões nas quais você não atua e vice-versa. Assim, ambos os agentes de mercado expandem as possibilidades de realizar novos negócios.

8. Estreite o relacionamento com clientes já existentes

Não deixe de cultivar o networking já estabelecido em seu empreendimento. Seja com clientes que compraram ou venderam imóveis com você no passado, seja com ex-clientes cujos cadastros ainda permanecem em seus registros.

Aproveite o momento de crise para estreitar esse relacionamento, ligando e entrando em contato com essas pessoas. O objetivo é marcar a sua presença como uma opção viável entre os vários corretores que atuam no mercado imobiliário.

9. Utilize a tecnologia a seu favor para controlar imóveis e clientes

Se a sua corretora não tem um software para controlar imóveis e clientes, saiba que essa é uma forma imprescindível de economizar tempo da equipe, além de cadastrar imóveis em portais de venda online, gerenciar imóveis à venda e integrar informações de todas as suas filiais. A Microsistec pode te ajudar nessa tarefa, auxiliando também corretores em soluções de marketing imobiliário (links patrocinados e consultoria).

10. Marque forte presença na internet

Cada vez mais, o uso de portais na internet para anunciar imóveis tem ganhado adeptos. O padrão de comportamento de locatários, compradores e vendedores mudou: só se sai de casa para visitar um imóvel depois de ter feito uma pesquisa na internet, visto fotos, estudado a localização e os valores de condomínio.

Assim, você e corretores parceiros devem estar atentos à importância da presença digital das imobiliárias. Afinal, atualmente a tecnologia é a sua melhor aliada na captura de negócios e na expansão de vendas, até mesmo em momentos de crise. Por essa razão, invista no anúncio de imóveis em seu site, na publicidade digital e na manutenção de newsletters.

Acha que está pronto para contornar os efeitos da crise econômica? Tem outras dicas para colocar em prática em cenários como esse? Compartilhe as suas experiências aqui nos comentários e participe dessa conversa!

7 Comments

  1. Leomar Nery

    Muito boa a dica! Valeu.

  2. jose baldini

    Thiago,antes de ser corretor eu era gerente de vendas de uma empresa multinacional e uma filosofia ( eu adotava mais de uma) ,,porem uma delas,,,,não acredite em crise trabalhe dobrado,,,tenho mais de uma;;;;;;;;;;;

  3. Ailton R.Chrisatovão

    Bom dia
    Thiago
    De grande valia seu post, acredito que o caminho é este mesmo.
    Valeu, muito obrigado.
    Abraços

  4. Maciel.

    Parabens Thiago muito boa as dicas texto muito bom….

  5. Douglas Souza

    Parabéns Thiago , pelo texto simples e objetivo, as informações tem que ter foco no presente para que possamos planejar as estratégias , muito bom e sucesso.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *