Avaliação de Imóvel na prática

Tempo de leitura: 2 minutos

O mais comum no mercado é que o corretor faça a avaliação do imóvel.


A avaliação de imóvel deve ser feita por um engenheiro ou arquiteto e também por um corretor de imóveis.

Eles são os profissionais qualificados para avaliar um imóvel de forma correta e legal.

Quando eu digo juridicamente correta e justa me refiro aos aspectos legais de uma avaliação de imóvel, uma vez que a prática é regida por lei: nº 14.653, parte dois, da ABNT, que define os critérios para a avaliação de imóveis urbanos.

Para isso, ele conta com softwares competentes que utilizam dados variáveis de uma série de quesitos que somados e comparados a uma análise de mercado de imóveis semelhantes, chegam a um senso comum.

 

Na prática, quem faz a avaliação de imóveis, na grande maioria das vezes, é o corretor. 

 

Partindo da premissa de que o valor do imóvel a venda ou para locação é pré determinado pelo próprio dono do bem…

Sendo assim, essa análise / avaliação do imóvel tem como objetivo colocá-lo dentro do mercado, ou seja, com valores praticáveis.

 

Isso é uma avaliação de imóvel na prática. Do proprietário do imóvel para o mercado.

Cabe ao corretor de imóveis prestar um atendimento consultivo situar ao proprietário do cenário em que seu imóvel se encontra.

E, sempre que necessário, orientá-lo sobre os ajustes. Para menos ou para mais.

Em comum acordo, proprietário e corretor de imóveis encontro o preço ideal para a comercialização do imóvel.

Vale ressaltar que este valor deve conter a comissão do corretor de imóveis, sobretudo nos anúncios.

A avaliação de imóvel feita por um engenheiro ou arquiteto é ideal para casos especiais onde, por exemplo, o imóvel faz parte de uma herança, de uma partilha de bens, quando há outras questões envolvidas.

O mais comum é, sem dúvidas, a avaliação do imóvel feita pelo corretor com base nos interesses de compra  e venda de um imóvel residencial,  por exemplo, de quem deseja se mudar, morar com mais conforto, que está com a família crescendo etc.

Esta avaliação tem critérios similares aos de uma avaliação feita por um engenheiro ou arquiteto.

 

A avaliação de imóvel feita pelo corretor deve ter como análise:

 

Metragem;

Localização e sua infraestrutura;

Tempo de construção;

Materiais utilizados;

Estado de conservação do bem;

Vizinhança;

Histórico do imóvel e do bairro em que se ele está localizado;

 

Além desses quesitos, o corretor avaliador deve fazer também um comparativo de preços entre os imóveis com o mesmo perfil.

Isso lhe ajudará a saber se o imóvel tem competitividade no mercado.

 

Acredito que o comparativo de valores praticados no mercado é o melhor termômetro para saber se o imóvel está dentro ou fora do mercado.

 

Isso é avaliação de imóvel na prática!

Junte esta análise a uma boa dose de bom senso e um trabalho bacana de marketing imobiliário, seguido de um atendimento impecável  e colha os frutos.

 

Como você avalia os imóveis que entram na sua carteira? Conta pra mim aqui nos comentários.

Ssitema para corretor de imóveis 

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *