4 principais problemas que impedem corretores de imóveis de fechar vendas

Introdução

Fala, corretor(a) de imóveis!

Hoje vamos bater um papo sobre um assunto que pode ser um tanto quanto delicado, mas se faz realmente necessário: os tipos de corretores de imóveis que, por algum motivo, não conseguem fechar vendas.

Isso mesmo, estamos falando daqueles perfis de corretores que, apesar de todos os esforços, parecem estar sempre um passo atrás quando se trata de selar o negócio.

Vamos ser honestos, vender imóveis não é para os fracos. É um campo que exige paciência, persistência, conhecimento técnico e, acima de tudo, habilidades interpessoais afiadas.

Neste artigo, vamos explorar quatro principais clássicos problemas de corretores que enfrentam dificuldades para vender.

Mas não se preocupem, não é um julgamento! O objetivo aqui é jogar luz sobre essas situações para que possamos aprender com elas e, quem sabe, evitar cair nos mesmos erros.

Então, segue a leitura e confere se você possui esse tipo de comportamento, para anotar e não cometer mais!

1. Se envolver em assuntos polêmicos

Sabe o corretor de imóveis que não perde a chance de dar sua opinião sobre tudo que está rolando na política? Pois é, esse é um dos tipos de corretores que podem enfrentar uma barreira extra na hora de fechar negócios.

A realidade é que, ao lidar com clientes, a neutralidade em temas polêmicos é crucial.

O mercado imobiliário já tem seus próprios desafios, não precisamos adicionar mais lenha na fogueira com esses debates, concorda?

O foco do assunto deve ser sempre no cliente e no objetivo dele, nisso entra o imóvel, interesses relacionados e assuntos desse nicho. 

Política, religião e o time do coração NÃO entram!

Se você deixa suas opiniões políticas dominarem a conversa, corre o risco de alienar clientes que não compartilham das mesmas visões. E vamos combinar, no mundo polarizado de hoje, isso não é nada difícil de acontecer.

Imagine você, todo empolgado mostrando aquele apartamento com vista maravilhosa, e a conversa desvia para impostos, governo e políticas públicas.

O clima pode esfriar rapidinho se você e seu cliente estiverem em lados opostos do espectro político. E aí, a chance de perder não só a venda mas também a conexão com o cliente é alta.

A dica aqui é: na hora dos negócios, mantenha-se o mais neutro possível.

Claro, se o cliente puxar algum assunto nesse sentido e você perceber que não vai ter como fugir, o melhor é saber navegar a conversa com diplomacia, sem deixar transparecer suas preferências pessoais.

Lembre-se, o objetivo é vender o imóvel, não ganhar um debate.

Então, fica a dica para todos os corretores por aí: na hora de vender, deixem as opiniões políticas na porta de entrada. Assim, você aumenta suas chances de fechar negócios sem criar atritos desnecessários.

2. Insistir de forma inconveniente

Aquele que, com sua energia implacável, mais parece estar participando de uma maratona de vendas. 

Este é o tipo que acredita que “persistência” é seu sobrenome e que, quanto mais pressão aplicar, mais rápido o cliente vai ceder e comprar o imóvel. Mas é aí que mora o perigo, pessoal.

Essa abordagem de sufocar o cliente com ligações, mensagens e e-mails a cada duas horas pode fazer com que você pareça, na verdade, desesperado. E isso não é nada benéfico.

Vamos combinar, comprar uma casa ou apartamento é uma das maiores decisões na vida de uma pessoa. É um processo que demanda reflexão, comparação e, acima de tudo, espaço para respirar.

O cliente precisa sentir que está fazendo a escolha certa, e não ser forçado a tomar uma decisão sob pressão. 

Quando o corretor não dá esse espaço, a sensação de desconforto pode afastar o comprador, que acaba associando a compra do imóvel a uma experiência negativa.

Ser persistente é uma coisa; agora, ser inconveniente é outra completamente diferente. 

Além disso, essa pressão toda pode fazer o cliente questionar: “Por que esse corretor está tão desesperado para vender? Será que tem algo de errado com o imóvel?”

Por isso, encontre o equilíbrio perfeito entre ser atencioso e dar espaço. Mantenha-se disponível, ofereça informações relevantes e mostre que você está ali para ajudar, não para pressionar.

Isso constrói uma relação de confiança e deixa o cliente mais à vontade para fazer perguntas e, eventualmente, fechar negócio.

Portanto, se você quer ser lembrado como o corretor top de linha que facilita a compra do imóvel dos sonhos, e não como o “Insistente” que só sabe pressionar, ajuste sua estratégia.

A paciência é uma virtude, especialmente no mercado imobiliário. Dê ao seu cliente o espaço necessário para tomar sua decisão, e você verá que essa abordagem pode ser muito mais eficaz e gratificante no longo prazo.

3. Ocultar detalhes sobre o imóvel

Esconder os “pequenos defeitinhos” do imóvel na esperança de fazer a venda acontecer mais rápido pode até parecer uma abordagem esperta no curto prazo, mas, na real, é uma tremenda bola fora.

Ao tentar mascarar os pontos negativos de um imóvel, esse tipo de corretor acaba criando uma atmosfera de desconfiança que afasta os compradores ao invés de atraí-los.

Pensa comigo: comprar um imóvel não é como escolher um par de sapatos. Estamos falando de um dos maiores investimentos que alguém pode fazer na vida. 

Então, quando o cliente percebe que o corretor está tentando esconder certos detalhes, a primeira coisa que vem à cabeça é: “O que mais ele está tentando esconder?”. 

Essa insegurança é o suficiente para fazer qualquer um correr para o corretor concorrente.

Explicar os defeitos, apontando as possíveis soluções ou melhorias que podem ser feitas, ajuda a construir uma relação de confiança com o cliente. 

A honestidade demonstra que você está verdadeiramente interessado em ajudá-lo a encontrar o imóvel certo, e não apenas em fechar uma venda a qualquer custo.

Nenhum imóvel é perfeito, todos têm seus prós e contras. Um comprador informado sobre todos os aspectos do imóvel que está considerando tem muito mais chance de ficar satisfeito com sua compra a longo prazo.

Isso não só evita surpresas desagradáveis depois da venda, como também pode resultar em clientes mais felizes, que não vão pensar duas vezes antes de recomendar seus serviços.

Portanto, seja sempre honesto, transparente e mostre que você realmente se importa em encontrar o melhor para seus clientes!

4. Não ter uma agenda eficiente

Aquele corretor que vive perdido entre reuniões e visitas, que mais parece estar numa maratona de desencontros do que vendendo imóveis.

Primeiramente, se a sua agenda parece um campo minado, cheio de compromissos sobrepostos e horários impossíveis, já deu pra perceber que algo não vai bem. 

Perder negócio por causa de confusão nos horários é, no mínimo, intolerável.

E tem mais, se você passa um tempão procurando um contrato perdido ou aquele papelzinho com informações cruciais do cliente, tá mais do que na hora de repensar seu método de organização. 

Nada é tão mal visto como fazer confusão tentando achar um documento na frente do cliente. E outro clássico: esquecer de responder os clientes.

Se você já viu seu telefone cheio de mensagens não lidas ou e-mails marcados como “urgente” que você jurava que já tinha respondido, é sinal de que sua comunicação está falhando.

E ninguém gosta de ser ignorado, principalmente clientes prontos para fechar negócio.

Por fim, se você se sente sempre cansado e estressado, vivendo no limite como se cada dia fosse uma batalha, isso é um grito de socorro da sua organização (ou a falta dela). 

Trabalhar assim não só é insustentável, como pode te levar ao burnout.

Mas calma, nem tudo está perdido! 

A boa notícia é que existe luz no fim do túnel. O sistema Microsistec de CRM imobiliário foi feito pensando justamente em descomplicar a vida de corretores como você.

Com ele, dá pra manter agenda, contatos, documentos e tudo o mais nos trinques, sem stress e sem confusão.

fechar vendas

Imagina só: uma plataforma onde você pode gerenciar seus imóveis, clientes e compromissos de forma intuitiva e organizada.

Isso significa mais tempo para o que realmente importa (vender) e menos tempo perdido em tarefas que, no fim das contas, só te atrasam.

Se você está cansado de ser o corretor desorganizado da história, dê uma chance para a organização entrar na sua vida com o sistema Microsistec. 

Sua saúde, seu sono e seus clientes vão agradecer.

Conclusão

Chegamos ao fim do nosso artigo de corretores de imóveis que, digamos, não estão exatamente arrasando nas vendas.

A verdade é que vender imóveis requer habilidade, sim, mas também muita empatia e acima de tudo, honestidade. 

Se você se identificou com algum desses perfis (ou todos eles, quem sabe?), não é o fim do mundo. O legal é que sempre dá para mudar, aprender e melhorar.

 O mercado imobiliário está aí, cheio de oportunidades para quem quer fazer direito.

Então, que tal pegar essas dicas, dar uma olhada no espelho e se perguntar: “Como posso ser melhor?”

Lembre-se, cada cliente é um universo à parte, e entender isso é o primeiro passo para se tornar um corretor de sucesso, daqueles que não só vendem, mas que fazem diferença na vida das pessoas.

Fechando o papo, seja o corretor que você gostaria de contratar se estivesse do outro lado. 

Seja transparente, paciente, e acima de tudo, profissional. Acredite, seus clientes e suas vendas vão agradecer. 

Até mais e bons negócios!

8 respostas

  1. Muitas vezes a necessidade financeira leva o corretor a pressionar e ficar mandando mensagens a toda hora, isso afasta o cliente.
    Já ouvi de clientes: Uma das coisas que me fez dar preferencia a você foi a NÂO pressão para vender.

    Mas sabemos que uma grande maioria vice do famoso ditado que vende o almoço para comprar a janta, e isso não ajuda em nada.

    Parabéns pela matéria.

    #robertomarchesoni

    1. Belo exemplo, Roberto!

      É verdade. Os esforços para vender mais, se empenhados da forma errada, acabam trazendo o efeito contrário ao corretor de imóveis.

      Fico muito feliz por tê-lo aqui. Continue acompanhando o nosso conteúdo.
      Abraços

    1. Ficamos muito felizes em tê-lo, Juarez!

      Continue sempre em busca do conhecimento com os nossos artigos.

      Agradeço o comentário.
      Abraços

    1. Isso é essencial, Walter!

      Fico muito feliz por ter você aqui. Leia mais artigos do Blog e conte conosco para continuar aprimorando a sua carreira.

      Agradeço o comentário.
      Abraços

  2. Ola Debora gostei das dicas muito relevante,, exatamente o que acontece com nós corretors, Sou corretor em Biritiba Mirim e meu foco e mais em areas rurais, chacaras, sitio e terrenos meu contato 11 99994-2754 obrigado e até uma proxima.

    1. Fico imensamente feliz por tê-lo aqui, José!

      Temos diversos artigos no Blog que abordam outras questões cotidianas do corretor de imóveis. Aposto que você vai gostar.

      Gratidão pelo comentário.
      Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Materiais gratuitos para corretores e Imobiliárias

Clique no banner abaixo e faço o download gratuitamente

Para testar nosso sistema preencha o formulário abaixo e aguarde as instruções no seu e-mail.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.