O que precisa para ser corretor de imóveis

Se você está pensando em entrar para o mercado imobiliário deve estar se perguntado o que precisa parta ser um corretor de imóveis. este post vai lhe ajudar.


Fiz um passo a passo de como ser um corretor de imóveis, construindo uma carreira sólida e de sucesso.

Uma das profissões que mais cresce no Brasil, país onde o sonho da casa própria está entre os mais desejados.

Segundo dados de um estudo realizado pela Boa Vista Serviços, a maior administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito, o SCPC, o sonho da casa própria é o segundo mais desejados pelos brasileiros.

Há outros bons motivos pelos quais o mercado imobiliário tem ganho cada vez mais profissionais, em especial, o formato de trabalho do corretor de imóveis.

Flexibilidade de horários e local de trabalho são as mais atraentes, além da remuneração acima da média quando comparada a outras profissões que exigem o mesmo nível de escolaridade.

 

Passo I – Escolaridade

O primeiro passo que você deve dar para ser corretor de imóveis é estudar. Assim como em qualquer outra profissão é preciso se qualificar. Neste sentido, existem 2 caminhos:

 

O curso de TTI – Técnico em Transações Imobiliárias, com duração média de 4 a 12 meses. Isso varia de acordo com o formato oferecido pela instituição de ensino;

O curso Tecnólogo em Gestão Imobiliária, nível superior e com duração de 24 meses.

 

Para cursá-los é preciso ter concluído segundo grau. Inúmeras instituições oferecem estes cursos, mas, nem todos são reconhecidos pelo CRECI, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis.

Atente-se para isso, pois, será decisivo para você tirar o seu CRECI.

Passo II – Estagiar

Fase importante na construção da sua carreira como corretor de imóveis, no estágio você irá vivenciar toda a rotina de um profissional da área, com seus prazeres e os dissabores.

Aqui, você terá um responsável por supervisionar o seu estágio e assinar o documento que o comprove. Você deve cumprir 128 horas de estágio supervisionado e diplomado.

Dedique-se ao máximo, isso será muito valioso para o seu futuro na corretagem de imóveis.

 

Passo III – Como obter o CRECI

Chegou a hora de você se profissionalizar e, enfim, ser um Corretor de Imóveis. É hora de obter o CRECI.

Compareça ao CRECI da sua região, munido de todos os documentos exigidos por ele. Verifique quais sãos estes documentos no site deles ou por telefone. Há também algumas taxas precisam ser recolhidas.

Feito isso, com tudo certo com a sua documentação e as taxas pagas, você deve dar entrada no pedido da sua carteira com o seu número de inscrição profissional, o seu CRECI.

Aguarde a convocação para receber o seu documento, a sua carteira de corretor de imóveis profissional.

Ela é entregue em uma cerimônia organizada pelo CRECI ou entregue posteriormente no próprio Conselho. Informe-se a respeito no local.

 

E quanto ganha um corretor de imóveis iniciante?


Este é mais um dos pontos positivos da profissão. As comissões dos corretores de imóveis iniciantes são iguais às dos corretores de imóveis mais experientes.

Diferente de tantas outras áreas de atuação, não existem corretores de imóveis nível pleno, sênior e por aí vai.

Uma vez corretor de imóveis profissional, você está apto a trabalhar e ser remunerado igual aos seus colegas de profissão.

Corretores de Imóveis não tem salário fixo e, na maioria dos casos, são responsáveis pelos seus custos de alimentação e transporte.

Corretores de Imóveis são comissionados e este percentual de comissão deve seguir o que o CRECI da sua região pré estabeleceu como lei. Em São Paulo, por exemplo, as comissões são de 6%.

Qualquer prática diferente do que diz a lei, deve ser acordada entre as partes previamente, evitando problemas jurídicos e frustrações com o mercado.

 

Vou empreender e montar uma imobiliária


O empreendedorismo é muito comum entre os corretores de imóveis. Muitos já tiram o CRECI com o propósito de montar uma imobiliária.

Para os corretores de imóveis com este perfil, listei algumas das principais dicas do que é preciso para montar uma imobiliária.

 

Dica 1 – Faça um bom Plano de Negócios

O Plano de Negócios irá lhe ajudar a, antes de fazer qualquer investimento de tempo, dinheiro e energia, mapear os seus planos de empreender.

Ele é a bússola que te guia para o sucesso do seu negócio. Em Por que e como fazer um Plano de Negócios para imobiliária você encontra mais informações a respeito.

Dica 2 – Espaço físico e localização

Qual o porte do seu negócio? A resposta para esta pergunta será a base para você organizar a sua estrutura de trabalho, sobretudo, número de corretores na equipe de trabalho.

Independente do tamanho do seu negócio, não abra mão de um CRM Imobiliário eficiente para organizar e trazer mais produtividade ao seu trabalho.

A dica para escolha da localização é a sua carteira de imóveis. Estar na região onde a sua imobiliária pretende atuar mais fortemente é um ponto positivo.

A localização da sua imobiliária pode ser também uma estratégia de venda. Um bom ponto comercial com alto fluxo de pessoas é bastante positivo.

 

Dica 3 – Sua equipe de corretores

Conte com profissionais dispostos a galgar contigo um bom lugar no mercado. Algo que lhe auxiliará muito em como administrar uma imobiliária ainda jovem no mercado.

Juntos, você e sua equipe podem alcançar bons resultados e posicionar o seu negócio em lugar de destaque no segmento.

Trabalhar em equipe traz resultados maiores e mais consistentes, em toda e qualquer fase do negócio.

 

Dica 4 – Invista em marketing imobiliário

Não há nada mais eficiente hoje que um bom trabalho de marketing digital, uma competente em ferramentas de vendas.

Redes Sociais, Site e Portais imobiliários, e-mail marketing imobiliário e tantas outras iniciativas de marketing imobiliário promovem o encontro dos seus imóveis com os seus potenciais clientes.

Conte com um bom e estratégico plano de marketing imobiliário.

 

 

Ficou alguma dúvida de como se tornar um corretor de imóveis? Deixe nos comentários e eu te respondo!

Letycia Queiroz

Marketing de Conteúdo em Microsistec
Jornalista heavy user de internet, é viciada em pizza, apaixonada por chocolate e por todos os cachorros do mundo.
É filha de Corretora de Imóveis e tem a sua mãe como persona (e inspiração!) principal para os seus textos.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *