Os segredos de como abrir uma imobiliária de sucesso

O desejo de ter o seu próprio negócio e de abrir uma imobiliária faz parte dos planos de boa parte dos profissionais da área. 🤘


Muitos corretores de imóveis têm o empreendedorismo imobiliário nas veias e o desejo de abrir uma imobiliária.

Este desejo pode ser algo que faz parte dos seus planos desde quando ele ingressa no mercado e tira o CRECI ou algo que despertou nele depois de algum tempo trabalhando como corretor de imóveis autônomo ou em imobiliárias.

Seja qual for o momento, mais que abrir uma imobiliária, todo corretor de imóveis que deseja empreender, almeja abrir uma imobiliária de sucesso. Ninguém quer ser mais do mesmo…

O mercado está cada dia mais competitivo e se destacar nele não tem sido tarefa fácil.

Este post fala exatamente sobre isso: como abrir uma imobiliária de sucesso, que se destaque em um mercado em franca expansão e de competitividade feroz.

Enumerei algumas dicas para ajudar você, corretor de imóveis e empreender, a abrir uma imobiliária de sucesso.

 

Os segredos de como abrir uma imobiliária de sucesso.

 

Dica 0 – Tenha o CRECI

Sim. Não você não leu errado. A Dica número zero é aquela que você deve saber antes de qualquer outra e, principalmente, de tomar qualquer iniciativa.

O responsável pela imobiliária deve ter o CRECI. Isso é uma exigência de todo Conselho Regional de Corretores de Imóveis e independe do porte da imobiliária.

Não é comum que alguém que não seja um profissional da área queira abrir uma imobiliária, mas, vale salientar. No mais…

…elenquei 3 dicas básicas para abrir uma imobiliária de sucesso.

São orientações que em meio ao calor de emoção, euforia ou por qualquer outro motivo, passam despercebidas e acabam comprometendo os resultados do seu negócio.

 

Dica 1 – Faça um Plano de Negócios

Todo empreendedor já ouviu falar no famoso Plano de Negócios, mas, se você ainda não o conhece, não tem problema algum. Eu te explico!

O Plano de Negócios é um documento que tem como papel principal ser o GPS da sua estratégia.

É ele que irá lhe ajudar a mapear os seus planos de empreender.

É nele que você, antes de investir efetivamente tempo e dinheiro na abertura do seu negócio, no caso, da sua imobiliária, organiza tudo.

Com isso, você consegue ter uma visão clara do que pode ou não dar certo nesta empreitada, ajustando o que for preciso.

Acho válido dizer que elaborar um bom Plano de Negócios requer dedicação, sobretudo, de pesquisa de mercado.

Não vale a pena rascunhar um Plano de Negócios. Quando você for fazer o seu, dedique-se de verdade.

Vale muitíssimo a pena! Uma vez concluído, ele lhe dá muito mais segurança para empreender.

Em Por que e como fazer um Plano de Negócios para imobiliária você encontra mais informações a respeito.

 

Dica 2 –  Espaço físico e localização

Com base no seu Plano de Negócios e o que ele lhe orienta, decida o espaço físico e a localização da sua imobiliária.

Qual o seu modelo de negócio. O que você tem mente? Estas são informações cruciais para esta decisão.

 

  • Pretendo ter uma sala em um prédio comercial:

Por segurança, comodidade ou valor de investimento. Este é um modelo de infraestrutura de negócio bastante comum no mercado imobiliário.

A dica para quem deseja abrir uma imobiliária em uma sala comercial é se atentar as estratégias de divulgação da marca.

Em um local um pouco mais ‘escondido’ você não terá benefícios como movimento de pessoas e pontos de referência.

 

  • Pretendo ter uma imobiliária de ‘porta pra rua’:

Nestes moldes, escolha um bom ponto comercial, com fluxo de pessoas e em meio a outros estabelecimentos de bastante movimento.

Local para estacionar não é um gasto a mais, é investimento em atendimento ao cliente. Se possível, proporcione.

Aproveite para investir também em outbound marketing, aquele mais tradicional, com uma boa fachada.

Em todos os moldes, é importante que a sua imobiliária tenha um local preparado para receber os clientes e para sua equipe fazer as suas pausas para um lanche, fazer um café etc.

Tão importante quanto oferecer conforto ao cliente é proporcionar um ambiente de trabalho confortável a sua equipe. Mesas, cadeiras, telefone, internet e um bom sistema imobiliário são padrão, a infraestrutura mínima para ‘startar’ seu negócio.

 

Dica 3 – Equipe de Corretores

E por falar em equipe, quem vai trabalhar contigo na sua imobiliária? Quem vai encarar este desafio junto com você?

Todo começo é desafiador. E isso tem que estar claro para sua equipe.

Tenha ao seu lado corretores de imóveis dispostos a encarar este desafio e juntos fazer da sua imobiliária uma imobiliária de sucesso, colocando-a em posição de destaque no mercado imobiliário.

Isso fará toda a diferença no seu negócio em todas as fases dele, mas, neste começo, um pouco mais.  😉

 

Dica 4 – Invista em marketing imobiliário

O comportamento do consumidor mudou e, com ele, o modo de fazer negócio também. Você já deve ter percebido que tudo ficou digital, online e na velocidade da internet, certo?

Tudo acontece no mundo virtual, em especial, nas redes sociais. Eu, você e o mercado imobiliário estamos por lá. O seu cliente também.

Para você ter uma ideia, no Brasil, somos o 2º país da América Latina com mais usuários no Facebook, com mais de 102 milhões de usuários ativos.

Acredite no potencial das Redes Sociais, Site e Portais imobiliários, e-mail marketing imobiliário e tantas outras iniciativas que podem promover o encontro dos seus imóveis com os seus potenciais clientes.

Mas, esqueça o botam ‘impulsionar publicação’ do Facebook, caso você acredite que é só clicar ali, investir o quanto puder e pronto.

Impulsionar publicações no Facebook vai muito além. É muito mais (extremamente mais!) estratégico do que você imagina, mas, é preciso ser usado da forma correta para alcançar os objetivos esperados.

 

Como administrar uma imobiliária para ela ser bem-sucedida?


Um dos grandes segredos de sucesso de todo e qualquer negócio é a gestão. Uma empresa é reflexo da sua gestão.

Este é um dos grandes desafios dos corretores de imóveis empreendedores, donos do seu próprio negócio ou em busca de conhecimento para realizar o sonho de abrir uma imobiliária de sucesso.

A gestão de uma imobiliária é muito similar a administração de empresas de outros segmentos, exigindo cuidados e atenção especial para os setores financeiro, tecnologia da informação, gestão de pessoas e outros. Principalmente gestão de pessoas.

 

O corretor de imóveis não tem vínculo empregatício, o que em muitos casos – sendo bem franca – impacta negativamente no nível de comprometimento dele com a imobiliária.

 

“Ah, mas se ele não trabalhar, se ele não vender, não ganha”. Concordo, mas, presta atenção: você também não. E não é só isso. Comprometimento vai muito além do financeiro.

A falta de comprometimento de um corretor de imóveis fatalmente vai impactar no atendimento ao cliente e na imagem da sua imobiliária, arruinando todo um trabalho.

Sua equipe de corretores de imóveis é a sua imobiliária. Saber conduzi-la com competência – operacional e motivacional – é um dos grandes segredos para abrir uma imobiliária de sucesso.

 

Gestão operacional: o que o corretor de imóveis faz e a rotina de um imobiliária

O processo de venda de um imóvel é bem amplo e, em muitos casos, longo.

Em meio a isso, a rotina do corretor de imóveis em uma imobiliária não se limita em proporcionar o encontro entre o imóvel e o interessado nele.

Você bem sabe que o dia a dia de um corretor de imóveis em uma imobiliária é bastante versátil e sua principal característica é, justamente, a ausência de rotina.

Cada dia em um lugar e com um cliente diferente, captando ou apresentando imóveis, com horários bem diferentes de um dia para o outro, sem hora certa para entrar e sair do trabalho.

Tem dias que até fazer as refeições fica difícil. Tudo para atender o cliente no melhor horário para ele.

Como administrar a rotina de um profissional que não tem rotina?

 

Como gerenciar corretores de imóveis?


Confiança. Esta é a palavra de ordem quando o assunto é gerir profissionais que têm boa parte da sua rotina de trabalho fora do escritório, longe dos olhos do seu gestor.

É preciso confiar no trabalho da sua equipe de corretores, na dedicação deles ao trabalho e na busca por resultados.

Mas, é claro, não é só de confiança que se faz uma boa gestão.

Para gerenciar corretores de imóveis com competência e de forma estratégica você precisa de um CRM Imobiliário competente.

Cadastrar imóveis e integração aos portais imobiliários é muito bom, mas, não faz de um CRM Imobiliário uma ferramenta competente, estratégica.

 

Tenha um CRM Imobiliário com um pipeline de vendas para corretores de imóveis.

 

Corretores de Imóveis de alta performance administram imobiliárias com total controle do seu negócio com um pipeline de vendas.

Com um CRM Imobiliário com pipeline de vendas, você consegue gerir sua equipe de corretores de perto, acompanhando a condução dos negócios e interferindo sempre que achar necessário, sugerindo, ajustando etc., tudo em busca do melhor resultado para todos os envolvidos.

O processo de venda de um imóvel é longo e em muitos casos moroso, podendo levar até 9 meses até o fechamento do negócio.

Na imobiliária o corretor de imóveis se divide entre:

 

Captação de imóveis;

Cadastro de imóveis no sistema imobiliário;

Anúncio dos imóveis no site e portais imobiliários;

Captação de clientes;

Atendimentos presenciais e online;

Visitas/Apresentação dos imóveis;

Burocracia de papeis para a conclusão do negócio e outros.

Estas tarefas podem e devem ser organizadas com o auxílio da tecnologia imobiliária, ou seja, com um bom CRM Imobiliário.

 

Gestão motivacional: como engajar o corretor de imóveis

Teoricamente, o profissional que é comissionado deve ser auto motivado, uma vez que a sua remuneração depende, de uma forma geral, do seu desempenho. Mas, na prática, não é bem assim, não é mesmo?

 

Para o corretor de imóveis estar motivado precisa sair a venda!

 

Quando isso demora a acontecer, fatalmente, o motivacional dele é afetado e gerir este desânimo e descontentamento é parte importante e de responsabilidade da sua gestão.

Faça a sua parte: a imobiliária precisa dar todos os subsídios para o corretor fazer um bom trabalho, isso envolve desde o ambiente e trabalho até suas ferramentas.

 

Quem está na vez?

O rodízio de atendimento também deve funcionar bem. Ele é mais um fator que impacta motivacional do corretor de imóveis de imobiliárias com equipe de corretores numerosas.

Perder a vez no atendimento gera frustração e o sentimento de injustiça no corretor. Isso é bem impactante negativamente no motivacional do profissional.

Certo ou errado, a verdade é que tudo que envolve questões financeiro pode mexer com o motivacional do profissional. Atente-se a isso!

 

Diretos e Deveres do corretor de imóveis

Falando um pouco mais do dia a dia do corretor, é importante deixar claro para sua equipe quais são as responsabilidades dele enquanto corretor de imóveis.

Sendo mais objetiva, ele precisa saber que as suas responsabilidades não acabam quando a proposta de compra é aceita pelo vendedor.

De acordo com o artigo 723 do Código Civil, faz parte das responsabilidades do corretor de imóveis:

 

“Executar a mediação com diligência e prudência, e a prestar ao cliente, espontaneamente, todas as informações sobre o andamento do negócio e, sob pena de responder por perdas e danos, o corretor de imóveis deve prestar ao cliente todos os esclarecimentos acerca da segurança ou do risco do negócio, das alterações de valores e de outros fatores que possam influir nos resultados da incumbência”.

 

Ou seja, é de responsabilidade do corretor de imóveis e da imobiliária todo o trâmite de compra e venda de um imóvel, inclusive, os possíveis riscos do negócio.

Mais do que promover o encontro entre o imóvel a venda e o seu comprador, cabe ao profissional de corretagem todo o processo burocrático que a comercialização de um imóvel requer: cartórios, bancos, órgãos públicos etc. e, a ciência do tipo de negócio que ele está fazendo, sobretudo, do imóvel que está adquirindo.

 

Seja o mais transparente possível e evite transtornos (até mesmo judiciais) futuros.

 

E mais: como parte do processo de compra e venda de um imóvel, estas atribuições não demandam custos extras. Cobrar por isso é ilegal.

Como falei no início do post, é uma exigência do CRECI, o Conselho da classe, ser um corretor de imóveis devidamente credenciado para abrir uma imobiliária.

Se você ainda não é um corretor de imóveis e está pesquisando o mercado para empreender na área, precisa providenciar o seu CRECI.

Pensando nisso, fiz um passo a passo de como obter o CRECI.

Mesmo que empreender e abrir uma imobiliária não seja o seu objetivo atual, ser corretor de imóveis é uma profissão atraente.

Prova disso é o aumento de corretores de imóveis no mercado imobiliário, uma das profissões que mais cresce no Brasil.

Além da remuneração acima da média quando comparada a outras profissões que exigem o mesmo nível de escolaridade, a flexibilidade de horários e local de trabalho são alguns dos atrativos da profissão.

 

O que precisa para ser corretor de imóveis?


Passo I – Cursar um TTI

Assim como em qualquer outra profissão, para ser um corretor de imóveis profissional é preciso se qualificar. E, para isso, você tem 2 caminhos:

 

O curso de TTI – Técnico em Transações Imobiliárias, com duração média de 4 a 12 meses. Isso varia de acordo com o formato oferecido pela instituição de ensino.

O curso Tecnólogo em Gestão Imobiliária, nível superior e com duração de 24 meses.

Para ingressar em um destes cursos é preciso ter concluído segundo grau. Muitas instituições oferecem os cursos, porém, não são todas que têm o reconhecimento do Conselho Regional de Corretores de Imóveis, o CRECI.

Isso é crucial para obter o CRECI. Seu curso precisa ser credenciado pelo Conselho para ter validade.

 

Passo II – Cumprir 128 horas de estágio

O estágio é obrigatório no processo para obter o CRECI. Você deve cumprir 128 horas de estágio supervisionado e diplomado.

É também uma fase importante de conhecimento e construção da sua bagagem profissional.

 

Passo III – Dar entrada no pedido do CRECI

Reúna todos os documentos e comprovantes das taxas a serem recolhidas e compareça ao CRECI da sua região e dê entrada ao pedido da sua carteira com o seu número de inscrição profissional, o seu CRECI.

Veja quais sãos estes documentos e as taxas no site do CRECI da sua região ou pelo telefone.

Em condições normais toda essa tramitação a entrega da carteira profissional leva em média 30 dias. O documento é entregue em uma cerimônia organizada pelo CRECI.

 

Parabéns! Você é um corretor de imóveis profissional.

 

Devidamente credenciado pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis, você pode atuar no mercado imobiliário como corretor e empreender abrindo a sua imobiliária.

Já falei sobre como abrir uma imobiliária de sucesso e gerenciar uma equipe de corretores e torna-los mais competitivos.

Mas, se empreender não está nos seus planos, preparei também uma série de dicas práticas de como ser um bom corretor de imóveis.

São iniciativas que fazem total diferença no atendimento ao cliente e que podem lhe ajudar a potencializar os seus resultados.

 

Como ser um bom corretor de imóveis:


 

Busque o conhecimento: Tudo muda o tempo todo. Aperfeiçoe-se, mantenha-se atualizado e sempre à frente do seu concorrente;

 

Tenha um diferencial de mercado. Porque comprar um imóvel com você, na sua imobiliária? Encontre estas respostas e faça delas o seu orgulho!

 

Invista em marketing imobiliário: Não há nada com maior e melhor alcance que a internet, em especial, nas redes sociais. Eu, você e os seus clientes estamos por lá. Fica a dica 😉

 

Tenha um CRM Imobiliário potente: Encontre o que melhor lhe atende e faça dele a sua verdadeira ferramenta de vendas;

 

Seja um bom ouvinte – Até os breves comentários podem lhe ajudar a ser o mais assertivo possível. Preste bastante atenção no que o cliente e os seus influenciadores falam;

 

Rapport – Crie empatia mútua em seus relacionamentos comerciais, isso será muito positivo para os resultados dos seus negócios;

 

Tempo de Resposta – O cliente deve ter prioridade na sua rotina. Não o deixe esperando um retorno seu por muito tempo;

 

Seja o mais assertivo possível – Assertividade está totalmente atrelado a organização. Ouça e anote todos os detalhes do atendimento de maneira organizada, deixando as informações do cliente sempre atualizadas e de fácil acesso.

 

Faça pós-venda: não é uma prática comum no mercado imobiliário e com algo muito simples como um telefonema pode encantar.

 

Faça Fifty: esteja aberto a parcerias para atender bem o seu cliente. O fifty pode ser o primeiro de muitos outros bons negócios;

 

Estas são algumas dicas que lhe ajudarão ser um bom corretor de imóveis. Agregue a estes itens o seu tino comercial, o seu feeling para os negócios.

Isso é algo muito particular e que deve sempre ser levado em conta quando o assunto é vendas e relacionamento com o cliente.

Ser corretor de imóveis é uma profissão desafiadora, com seus lados bons e os nem tanto, assim com toda área de atuação.

Cabe a você ir em busca dos seus resultados, oferecendo o seu máximo na realização das expectativas do seu cliente.  Este é o grande segredo!

E você tem algum outro segredo de como ser um bom corretor de imóveis ou como gerir uma imobiliária de sucesso? Compartilha comigo e deixe um comentário.

Letycia Queiroz

Marketing de Conteúdo em Microsistec
Jornalista heavy user de internet, é viciada em pizza, apaixonada por chocolate e por todos os cachorros do mundo.
É filha de Corretora de Imóveis e tem a sua mãe como persona (e inspiração!) principal para os seus textos.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *