Porteiros: parceiros ou uma pedra no seu caminho?

Tempo de leitura: 3 minutos

Oi Corretor. Tudo bem contigo?

Outro dia falamos sobre o papel do porteiro na jornada de compra e venda de um imóvel e, há quem torça o nariz para o assunto, mas, não podemos negar que ele tem papel importante no processo.

E não se trata de abrir mão ou não do corretor de imóveis, de desvalorizar o profissional competente para isso, nada disso.

É apenas uma prática muito comum no mercado imobiliário e, felizmente para muitos e infelizmente para outros, se sustenta dando certo há anos.

Em um cenário comum, no cotidiano de qualquer pessoa que mora em prédios residenciais e deseja vender o seu imóvel, os primeiros a saberem disso são o porteiro, o síndico e o zelador.

Pois eles são também os primeiros consultados sobre algum imóvel pra vender no prédio.

Enquanto tem gente que não curte o assunto e tenta eliminar os porteiros desse processo, uma outra fatia do mercado já entendeu a força que eles têm como elo para novos negócios e os trouxe para dentro de casa.

Dois bons exemplos disso são a Loft Imóveis e a Quinto Andar, startups que criaram aplicativos e recompensas para os porteiros fomentarem seus negócios.

É mais do que aquele ditado “se não pode vencê-los, junte-se a eles”. É visão estratégica de negócios com foco no objetivo final: vender mais!

Com estes dois exemplos inspiradores, eu ressalto: porteiros são parceiros e podem te ajudar e muito a vender mais.

Entender isso e trazê-lo para perto, criando melhor relacionamento com eles como foi feito pelas startups, é tirar a pedra do caminho e fazer dela suporte eficiente na jornada.

Porteiros podem te ajudar a enriquecer sua carteira de imóveis

Deixe um cartão seu com eles, adicione eles no WhatsApp e mantenha contato para saber das novas oportunidades de imóveis a venda no prédio em que ele trabalha.

A captação de imóveis mais assertiva.

Porteiros nunca farão o papel do corretor de imóveis

Esse é um medo que você não precisa ter. Obviamente, tem gente que vai abrir mão dos seus trabalhos para economizar com a comissão, assim como em qualquer outro processo que não tem o porteiro envolvido.

Acontece que somente o corretor de imóveis tem competência para fazer todos os trâmites burocráticos da compra e venda de um imóvel de forma segura e eficiente.

Reforce isso com o cliente e faça a sua parte.

Ah, se o porteiro for parceiro mesmo ele também vai reforçar isso com o cliente.

Parceria boa é aquela que é boa pra todo mundo

O porteiro preciso ser comissionado também. E fim. Prometer um café é o mais comum, mas, formalizar essa comissão vai gerar confiança e maturidade para essa parceria.

Tem que ser bom pra todo mundo. Não esquece disso. Enxergue o porteiro como parceiro de verdade e não com uma ajudinha, ok?

Se você não fizer isso, tem quem faça. Grandes empresas estão fazendo isso muito bem, por que você não quer fazer?

Todo mundo ganha. Bom pra todo mundo. Parceria é isso!

Não é de hoje que as parcerias imobiliárias existem e dão certo.

Seja no fifty ou com o porteiro, vender mais e em menos tempo é o objetivo final do corretor de imóveis que, em paralelo, ajuda uma família, realiza um sonho etc.

A dica final é: formalize e reforce suas parcerias com os porteiros. Eles são elos e não pedras no caminho.

Quem entender isso, assim como as empresas que citei já entenderam, vai bem!

Agora conta pra mim como é a sua relação com os porteiros. Me conta como eles te ajudam ou não a vender mais.

Até a próxima e boas vendas.

One Comment

  1. Enar Oliveira

    Boa tarde. Não me deparei ainda com essa situação, mas concordo que o negócio tem que ser bom para ambos os lados.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *