6 principais erros ao fazer e-mail marketing imobiliário

 

Seu e-mail marketing imobiliário não traz os resultados esperados? Você pode estar cometendo erros que comprometem a sua eficácia.


O e-mail marketing é uma potente ferramenta de vendas e de comunicação com o cliente, por isso, merece cuidado e atenção especial.

O UOL Host fez um levantamento que comparou os resultados entre buscadores (os sites de pesquisa), o e-mail marketing e as redes sociais.

Os resultados mostraram que o e-mail marketing tem a maior taxa de conversão em venda.

Em resumo, isso significa que o volume de visitas no site, de produtos adicionados ao carrinho de compras (no caso dos e-commerces) ou de interatividade nas redes sociais são maiores via e-mail marketing.

Mas, para isso, é fundamental que ele seja feito da maneira correta.

Em Como fazer E-mail Marketing Imobiliário com qualidade e de graça compartilhei as boas práticas da criação de um e-mail marketing imobiliário e indiquei uma ferramenta gratuita para isso, o MailChimp.

Aqui, ressalto o que você não deve fazer quando o assunto é e-mail marketing imobiliário.

São práticas que podem estar comprometendo a sua eficácia e, consequentemente, os seus resultados.

 

1.Não abra mão da segmentação

Uma das principais falhas cometidas ao criar e enviar um e-mail marketing imobiliário é a segmentação, ou melhor, a falta dela.

É imprescindível que o e-mail marketing imobiliário seja criado para um determinado perfil de clientes.

É imprescindível também que este e-mail marketing imobiliário seja enviado para uma lista de clientes e potenciais clientes com este perfil.

Negligenciar estes dois quesitos é desperdiçar tempo e energia de trabalho.

Não é preciso ir muito longe para exemplificar casos onde o e-mail marketing é trabalhado de maneira errada.

Acesse a sua caixa de e-mails e note com um olhar mais criterioso quantos e-mails você se quer abriu.

Receber e-mails que não são do nosso interesse é mais que um erro, é incômodo. Não seja inconveniente!

Filtre seus destinatários e envie e-mail marketing imobiliário de acordo com o perfil deles.

 

Seja o mais assertivo possível

Seu percentual de assertividade está totalmente atrelado a segmentação do seu e-mail marketing imobiliário.

Não adianta você produzir e enviar um e-mail marketing com oportunidade de imóveis de 3 dormitórios para potenciais clientes interessados em apartamentos ou casas de 2 dormitórios, por exemplo.

Ah, mas eu não posso arriscar? Vai que ele se interessa por algo fora do que ele disse que queria?

Vamos partir da premissa que estamos trabalhando de forma estratégica, planejada.

Sendo assim, riscos não fazem parte das nossas iniciativas.

Estamos trabalhando para sermos o mais assertivo possível e arriscar, neste sentido, é desperdiçar tempo e energia.

E mais. Você é um corretor de imóveis de alta performance, portanto, pratica ações planejadas e de riscos calculados.

E, em ações de marketing imobiliário como o envio de e-mail, arriscar não faz parte.

 

2.Não seja desorganizado

Se você busca assertividade, organização é a palavra de ordem.

Para conseguir segmentar sua lista de contatos, filtrando os clientes de acordo com o seu perfil, é preciso que você tenha tudo isso organizado.

Neste sentido, a melhor maneira de se organizar é com um sistema imobiliário.

Um sistema imobiliário lhe permite manter tudo organizado e também otimizar tempo, inclusive, nos envios de e-mail marketing imobiliário.

Ao registrar seus atendimentos, atualizar e cadastrar imóveis captados, entre outras tarefas, você indiretamente organiza o conteúdo do seu e-mail marketing.

A carteira de clientes te ajuda a segmentar a lista de envios!

Com base nos seus registros de atendimento, você consegue saber o que e a quem interessa determinados modelos de imóveis.

Desta forma, você segmentar corretamente seu público e potencializa o sucesso do seu e-mail marketing imobiliário.

 

3.E-mail marketing imobiliário não pode ser esporádico!

Mantenha a periodicidade de envios de e-marketing imobiliário.

É importante que você crie uma periodicidade de envio dos seus e-mails marketing.

Uma, duas, três vezes por semana. Isso fica a seu critério e é algo que deve ser avaliado com cuidado.

Lembra do que falamos em não ser inconveniente? Pois é…

Tão desagradável quanto receber e-mails que em nada nos interessam é receber uma avalanche de e-mails.

Seja pertinente nos envios, sobretudo, no volume de envios.

 

4.Não caia no baú do esquecimento!

Quem busca um imóvel – seja o primeiro imóvel ou uma nova casa ou apartamento – pesquisa muito o mercado. Muito mesmo!

Nós, mulheres, um pouco mais! J

De acordo com uma pesquisa feita pelo VivaReal o público feminino é a maioria em buscas por imóveis na internet: 63%.

 

[Este é um dado interessante e eu acredito que pode te ajudar

na hora de criar o seu e-mail marketing imobiliário].

E, em meio a estas incansáveis pesquisas na internet em busca do imóvel ideal, muitas imobiliárias e corretores de imóveis se perdem… você não pode permitir que isso aconteça!

Se faça presente de forma sensata e, claro, útil.

Marque presença com seu e-mail marketing imobiliário assertivo, bem segmentado e repleto de oportunidades que despertem o interesse do seu cliente.

 

Reative seus contatos!

O e-mail marketing imobiliário é também um método de reativação de contatos.

O cliente que, por um motivo ou outro, não seguiu o relacionamento com você.

O e-mail marketing imobiliário é, neste caso, também um trabalho de branding, de reafirmar a sua marca junto ao cliente.

 

5.Cuidado com as palavras

Você sabia que existem ‘palavras que vendem’?

São técnicas de comunicação com o seu público alvo que auxiliam o relacionamento com o cliente rumo a concretização da venda.

Estou falando de copywriting, um método de se comunicar com o seu mercado de forma persuasiva, com foco na venda.

A internet disponibiliza uma série de conteúdo gratuito que pode lhe ajudar a se comunicar melhor com o seu público.

No post Como fazer E-mail Marketing Imobiliário com qualidade e de graça compartilhei algumas dicas de profissionais da área, os copywriters, para te ajudar neste sentido.

 

6.Não use imagens ruins

Fotografia imobiliária não é novidade por aqui e acredito que para você também não.

Quando falamos da importância da qualidade das imagens dos imóveis, isso vale para todo e qualquer meio de divulgação e comunicação com o cliente.

Site, e-mail marketing imobiliário, portais imobiliários etc.

Imagem atrai. Imagem vende! Não abra mão disso. Se os imóveis em questão não tiverem boas imagens, providencie!

Não gaste tempo e energia de trabalho com um conteúdo de qualidade mediana. Faça sempre o seu melhor!

 

Isso vale não somente para a criação de e-mail marketing imobiliário. Isso vale pra toda a sua carreira 😉

 

Letycia Queiroz

Marketing de Conteúdo em Microsistec
Jornalista heavy user de internet, é viciada em pizza, apaixonada por chocolate e por todos os cachorros do mundo.
É filha de Corretora de Imóveis e tem a sua mãe como persona (e inspiração!) principal para os seus textos.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *