Vender apartamento financiado como funciona

Vender apartamento financiado: como funciona?

Vender apartamento financiado é bem comum no mercado imobiliário.


Tem muita gente querendo vender apartamento financiado, mas, adia a ideia por ele estar financiado pelo Banco e ainda faltar algum tempo pra quitar a dívida.  

O fato do imóvel estar financiado pelo Banco não impede que ele seja vendido. E é isso que muitos não sabem.  

Aliás, enxergo o status do imóvel ainda financiado pelo Banco como positivo, pois, significa também que a parte documental do imóvel está ok.  

 

Vender apartamento financiado é um nicho do mercado imobiliário que o corretor de imóveis pode e deve explorar melhor.

Como? Esclarecendo aos interessados como funciona o trâmite, passando a eles a segurança necessária e assim, inserir mais este imóvel na sua carteira.  

As diretrizes para vender apartamento financiado são as mesmas de um imóvel quitado, ou seja, a parte documental do imóvel deve estar em dias, além, é claro, do pagamento das parcelas.

Por se tratar de um imóvel financiado pelo Banco, pendências documentais são extintas. De qualquer modo,  vale uma ampla pesquisa do histórico do imóvel até os dias atuais.

Que envolvem o status do IPTU, condomínio e as parcelas do apartamento. Nada que já não seja feito com todos os imóveis, não é mesmo?

Além do histórico do imóvel, é importante estar a par da ‘situação’ do proprietário também.

 

O financiamento imobiliário via Banco tem exigências tanto para quem quer comprar, quanto para quem quer vender.

 

Ambos não podem ter restrição no CPF, por exemplo. Corretor, pesquise e oriente bem as partes quanto a isso.

Há casos em que o proprietário omite informações a respeito, o que fatalmente acaba sendo revelado ao longo da negociação e, dependendo do tamanho da ‘mentira’, o negócio se encerra por ali.

Perda de tempo e frustração mútua!

Em tempo, vale ressaltar que, a vida de todo imóvel a venda é algo que também deve ser consultado previamente, antes mesmo dele entrar pra carteira de imóveis do corretor e da imobiliária.

Imagine que desagradável, depois de visitar,  gostar e fazer uma proposta ao imóvel, o cliente ser notificado pelo corretor de que ele não dá financiamento, por exemplo, quando o que o cliente busca é um imóvel para financiar.

Este imóvel não deveria nem ter sido proposto a ele. Um erro de acompanhamento na jornada do cliente, que reflete em assertividade e impacta lá no final do processo: perde a venda!

A propósito, aproveito a ocasião para convidá-lo a ler o post Como vender um imóvel rápido.

Mas, voltando ao assunto que lhe trouxe aqui, vender apartamento financiado, a grosso modo, o que acontece é que o pagamento de um imóvel paga o outro.

Partindo da premissa que toda a parte burocrática que envolve a compra e venda de um imóvel está ok, nada impede o corretor de vender o apartamento financiado.  

Independente da forma de pagamento do interessado em comprar o imóvel.   

 

Se for via financiamento bancário, um financiamento quita o outro, ou seja, o financiamento do comprador, quita o financiamento do imóvel em questão.

O saldo fica com o ex proprietário, claro.

O mesmo acontece com o pagamento à vista. O pagamento quita a dívida do apartamento com o Banco e o saldo fica com o ex proprietário.

 

Desconto de quitação de dívida

Na hora de vender apartamento financiado pelo Banco é importante se atentar aos números.

Em especial, o valor da dívida atual e o valor para quitação do bem com desconto dos juros do financiamento bancário.

Ao precificar um imóvel ainda com dívida, é preciso estar ciente que esta dívida será quitada e o proprietário receberá o saldo dela. Por exemplo:

 

  • A imóvel custa R$200 mil.
  • A dívida no Banco é de R$110 mil
  • O saldo para o proprietário é de 90 mil.

R$90 mil é  que o proprietário receberá pela venda do seu apartamento.

 

Muitas vezes, o proprietário não presta atenção nisso e se frustra com os valores.  

A comissão do corretor de imóveis é paga com base no valor do imóvel a venda. Usando o exemplo acima, a comissão do corretor de imóveis é com base em R$200 mil.

Deixe isso bem claro no início do relacionamento com o cliente.  

 

Compartilhe este post com os seus clientes e potenciais clientes. Informe a eles as possibilidades de negócios que o mercado oferece de forma segura e vantajosa para todos.

 

Letycia Queiroz

Letycia Queiroz

Marketing de Conteúdo em Microsistec
Jornalista heavy user de internet, é viciada em pizza, apaixonada por chocolate e por todos os cachorros do mundo. É filha de Corretora de Imóveis e tem a sua mãe como persona (e inspiração!) principal para os seus textos.
Letycia Queiroz

3 Comments

  1. Vitor Souzaa

    Excelente o blog! A clareza das informações em linguagem simples coloquial e agradável, além do conteúdo informativo, educativo e lúcido são o ponto forte das matérias que li até aqui. Parabéns aos autores pela iniciativa.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios *